Nacionalmente Bom

Autores Portugueses

Estrelas Em Contos

Opiniões de Contos

eBooks

Leitura Digital

Crónicas de Uma Desastrada

Sou uma Desgraça de Metro e Meio

Autores do Brasil

Divulgação e Opinião

terça-feira, março 31, 2015

TAG: Os Livros Que Sou

Boa Noite Estrelinhas!!!
Pois é... fiquei maluquita de vez... esta é a minha primeira Tag. Minha, porque fui eu que a criei… Provavelmente não fará sentido… mas há alguma coisa na vida que faça?

E aproveito para agradecer a Neuza por ter feito o Selinho hehe


Que consiste esta Tag? Usar 6 títulos de livros, que de uma forma ou outra te descrevam….

E aqui estão os títulos:

 
1º Lembras-te de Mim?
2º Um Dia Perfeito
3º Tenho o Teu Numero
4º Pede-me o Que quiseres
5º Vingança
6º Sonhos Encantados






Lembras-te de Mim? De Maya Banks

Sou super despistada, é verdade… e por norma acontece-me com alguma frequência cruzar-me com uma pessoa e esta ficar a olhar infinitamente para mim… e a primeira pergunta é: Lembras-te de Mim? Ora se eu me lembrasse, possivelmente já teria cumprimentado e não estaria com “cara de porta” a olhar para a pessoa. Logo, não, eu não me lembro…deveria?
Sim, detesto quando isto acontece, aliás, não é só com os rostos das pessoas, eu não decoro um nome a primeira...por vezes nem a segunda.... com um pouco de sorte a 4ª ou 5ª vez... lá decoro o nome. Por isso é com pesar meu que muitas vezes me cruzo com alguem na rua....e nop, não falo. Não porque levo o rei na barriga, mas porque não me recordo do rosto da pessoa...quanto mais o nome!


Um Dia Perfeito… De Nora Roberts

Sabem aquele dia, que tocam a campainha e vamos ver quem é? Aquele dia que aparece o carteiro, de braços cheios de envelopes e pensamos…. “Pelos Santinhos Literários!”  e soltamos um guincho estridente enquanto perguntamos… “Para mim?” e o carteiro com cara de poucos amigos passa-nos os envelopes…pesados e com livrinhos?! Isso meus amores, é Um Dia Perfeito! O Dia Perfeito é o dia em que recebemos LIVROS de surpresa!!
E infelizmente, livros surpresa para estes lados... são mais raros do que o dia em que o Rei faz anos....


Tenho o Teu Numero… de Sophia Kinsella

ODEIO de morte, quando me ligam ou mandam mensagem e falam como se eu soubesse quem está do outro lado… ainda a pouco tempo recebi uma mensagem no WhatsApp, em que a pessoa enrolou tanto aquela porra que me começou a mexer com os nervos… inicialmente até pensei que fosse uma amiga minha, não é que ande a escrever o meu numero nas paredes né… e este ou esta sai-se com uma assim: Então e este numero ##### diz-te alguma coisa? Carago!!!!!! Mas eu nem sei o meu número de cor, vou saber o número da malta? Óbvio que não, claro que a minha resposta não foi das melhores não é? No final lá pediu desculpa [nunca se identificando] por se ter enganado no numero….. ok.


Pede-me o Que Quiseres… de Megan Maxwell

Costumam dizer, mais propriamente as minhas amigas mais chegadas, que sou um coração mole, porque? Porque nunca consigo dizer não, quando me pedem algo… mas devo dizer que não é bem assim. Ok, ok talvez agora não seja bem assim… a verdade é que antes bastava pedirem me o que quer que fosse, que eu arranjava maneira de dar/emprestar, mas comecei a ver que nem sempre era reciproco. Não, não digo que dou/empresto algo a espera de algo em troca não é isso. Mas sabem aquelas pessoas que só se lembram de vocês quando querem pedir algo? Sim…é dessas pessoas que falo. Detesto gente assim, que só nos conhece quando precisam de algo da nossa parte. Mais que não seja apenas de companhia para o café, porque não querem ir sozinhas e não tinham mais ninguém que as aturasse… ou que lhes pagasse o café.
Odeio de coração, gente que sozinhas é uma coisa e acompanhadas são outras, gente com a mania da superioridade e grandeza.
Talvez por eu ser uma pessoa simples, e ser incapaz de desprezar uma pessoa quando tenho outra companhia...


Vingança… de Karen Marie Moning

Sou uma pessoa, de facto bastante vingativa… talvez o meu maior defeito. Ou… culpa do meu signo talvez? Qual? Bem sou Escorpião, sou super dada para a brincadeira, para mim não há 8 ou 80, ou é tudo ou nada. E é preciso muito para me deixarem irritada… por exemplo vou contar uma situação que me aconteceu a uns tempos. Cada vez que os meus conhecidos ou familiares do meu marido iam as compras, uma determinada pessoa que trabalha no continente, perguntava sempre… então a Nádia já sabe se é menino ou menina? E claro, as pessoas que me conhecem ficavam meio totós a olhar para a mulher. E ela dizia…sim a Nádia está gravida de 7 semenas, e é menina…. Ok primeiro pergunta se é menino ou menina…depois já diz que é menina… resumindo consegue saber mais do  que eu né. Essa situação arrastou-se uns bons meses…e eu mantive-me sempre calada. Nunca liguei nem estive para me chatear. Agora, imaginem o que ela fez espicaçar o meu lado cabra?!
Certo dia a minha sogra foi as compras e para azar dos azares só a caixa dessa dita criatura estava aberta. La teve de a minha sogra ir para essa caixa. E a criatura volta-se para a mãe da minha sogra… tãooo a Nádia, já teve o bebe? É menina ou menino? E a mãe da minha sogra respondeu, nem menino nem menina! Mas ela não se deu por vencida… o meu filho ia com as avós e ela pergunta a criança de 8 anos, então a mãe como está? Queres uma mana ou um mano? O meu filho super assustado olha para as avós e para ela depois para as avós… imaginam como fiquei quando o meu filho vem a correr ter comigo a dizer… oh mãe, eu não quero nenhum mano, mãe. Porque estás gravida? Ok…saltou-me a tampa… aquela criatura imbecil não percebeu no decorrer destes meses que não estou gravida? Que mesmo que estivesse não lhe dizia respeito? Mas quem é ela para fazer semelhante pergunta ao meu filho? Ponderei duas situações…. Ir ter com ela e chapar-lhe uns murros na tromba…. Ou apresentar queixa dela… qual a melhor vingança? Apresentei queixa dela, obviamente. Por isso sim, sou vingativa e nem preciso de sujar as mãos…
Mas esse não é só o meu único defeito... sou bastante teimosa, raramente dou um braço a torcer.


Sonhos Encantados… de Barbara Bretton

Sabem aqueles momentos em que vocês entram numa livraria? E agarram num, dois, três, quatro ou mais livros. Estão meia hora a namorar cada um, aquela indecisão horrível de qual levar? E depois dão um sorriso matreiro e pensam…vou levar três pelo menos… mas então faz-se luz no fundo do túnel e vocês são arrancados do maravilhoso sonho por uma voz masculina e bastante irritada que diz: Vais ficar ai o dia todo a babar-te para os livros, ou vais fazer a porra das compras? E ai tenho a perfeita noção de que neste momento nem um posso levar, pois a minha carteira está de relações cortadas comigo [há coisas prioritárias a frente]. Então super desanimada, acaricio as capas dos livros e sussurro…Eu voltarei para vos vir buscar…. um dia.

Agora, quem será que vou passar a batata quente?

  1. Mil Folhas
  2. Algodão Doce para o Cérebro
  3. Sinfonia dos Livros
  4. Epifania de Letras



Travalengas - Lengalengas e trava-línguas para crianças [Booksmile]

Travalengas
Booksmile
32 pp
11,69€

«Se já conheces de cor
consoantes e vogais,
ditongos, acentos, sinais,
para o que preciso for:
não temas os trava-línguas,
desafia as lengalengas,
para que em qualquer altura
não te atrapalhem a leitura,
e verás que, sem favor,
quem ganha sempre é o leitor.»





Livro de lengalengas e trava-línguas para crianças. Muito divertido e cheio de ritmo, e com ilustrações que acompanham as diversas rimas. Um ótimo livro para leitura em voz alta!

Travalengas , de José Dias Pires, e com ilustrações de Catarina Correia Marques, é um livro divertido, de fácil leitura, ótimo para crianças que estejam a iniciar a leitura autónoma. É também perfeito para leitura em voz alta, juntamente com pais e avós. As rimas ficam facilmente nos ouvidos e as ilustrações são uma delícia! Miúdos e graúdos vão adorar.













José Dias Pires tem 62 anos e foi professor de todos os níveis de ensino. É autor de vários livros, tradutor de literatura infantojuvenil e comissário do Festival Literário de Castelo Branco, desde 2012. Gosta de escrever — dançar com as palavras, conforme a música, conforme a vida, quando rompem as manhãs, não importa a que horas do dia.

Catarina Correia Marques é lisboeta, formada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes, e com pós-graduação em Livros Infantis. Descobriu, no final do curso, a área de ilustração, pela qual se apaixonou. Já publicou diversos trabalhos e ganhou concursos de ilustração.

segunda-feira, março 30, 2015

Passatempo O Unico e Incomparável Ivan [Booksmile]

Boa Tarde Estrelinhas!!!

Quero agradecer desde já a nossa Editora Booksmile, por tornar possivel este passatempo, Obrigada.

E agora, para quem tem filhos, ou sobrinhos, ou afilhados ou então, porque não uma vizinha que tem um filhote querido/a e lindo/a, a participar neste maravilhoso passatempo.

E para não dizerem que sou mázinha... até vos dou uma ajudita! Ora espreitem aqui

Desejo a todos boa sorte, que os Deuses da Literatura estejam convosco hehe


Diário de Guantánamo: John Le Carré

Diário de Guantánamo,
 Vogais
456 pp
20,99€

Mohamedou Ould Slahi está detido na prisão norte-americana de Guantánamo desde 2002, suspeito de ser um dos mentores do 11 de Setembro. Após 13 anos de cativeiro, ainda não foi acusado formalmente de qualquer crime. Um juiz federal ordenou a sua libertação em março de 2010, mas o governo dos EUA lutou contra essa decisão, impedindo que fosse cumprida.

Não existe qualquer razão para que Slahi esteja detido. O governo norte-americano não possui quaisquer provas que justifiquem a sua permanência em Guantánamo, muito menos os atos de tortura repetidos, violentos e sinistros de que foi alvo.

Diário de Guantánamo, escrito por Mohamedou durante os primeiros anos na prisão e agora editado pela Vogais, chancela do Grupo 202l20 Editora, é um registo extraordinário e um documento sem precedentes da história do século xxi: uma obra que descreve, com um detalhe e uma proximidade inéditos até hoje, os processos de captura, interrogatório, brutalização e tortura perpetrados pelas autoridades dos EUA ao abrigo da chamada «War on Terror».


Uma visão do Inferno, que vai além de Orwell ou de Kafka: tortura perpétua prescrita pelos cientistas loucos de Washington. - John Le Carré

Qualquer pessoa que leia Diário de Guantánamo — e todos os americanos que tenham um pingo de consciência deviam lê-lo, já — ficará envergonhada e em choque. - Glenn Greenwald, autor de Edward Snowden: Sem Esconderijo


Este texto fundamental, que o governo norte-americano tentou esconder do grande público, é agora publicado, com mais de 2500 linhas censuradas, após seis anos de batalhas jurídicas.

Diário de Guantánamo é a memória viva do incumprimento da justiça e dos atos bárbaros praticados por uma das mais sólidas democracias contemporâneas. Um documento inédito, marcante e de uma imensa relevância histórica.










OS AUTORES

Mohamedou Ould Slahi nasceu numa    pequena cidade da   Mauritânia em 1970. Ganhou uma bolsa para estudar na Alemanha, onde trabalhou durante vários anos como engenheiro. Voltou à Mauritânia em 2000. No ano seguinte, foi detido pelas autoridades mauritanas, a mando dos Estados Unidos, e enviado para uma prisão na Jordânia; seria depois reencaminhado para a base das Forças Aéreas de Bagram no Afeganistão e, finalmente, para a prisão de Guantánamo, na ilha de Cuba, onde foi torturado severamente. Em 2010, um juiz federal ordenou a sua libertação imediata, mas o governo norte-americano contestou a decisão. Os Estados Unidos nunca o acusaram de qualquer crime. Continua detido em Guantánamo.

O Menino Quadradinho [Booksmile]

O Menino Quadradinho
Booksmile
44pp
12,99€

O Menino Quadradinho, conta a história de um rapaz que se apaixona pelas histórias aos quadradinhos e é totalmente absorvido pelas cores, mistérios, personagens e heróis. Saltando para dentro da história e de quadradinho em quadradinho, o rapaz vive feliz até que um dia descobre o valor e o mistério da palavra, algo que lhe vai abrir portas para outros mundos. A descoberta e o conhecimento dessa ferramenta, a palavra, levam o menino a crescer, a mudar de etapa de crescimento, despertando-o para outros prazeres e experiências fantásticas que a vida lhe preparou.





Ziraldo é um dos mais conhecidos e aclamados escritores do género infantojuvenil no Brasil. Nunca antes editado em Portugal, é com O Menino Quadradinho que o autor brasileiro se apresenta ao público português.

Uma narrativa que marca a passagem da infância para a adolescência.

Editado em 1989, no Brasil, O Menino Quadradinho é agora publicado, pela primeira vez, em Portugal. A obra está incluída nos planos nacionais de leitura de vários países sul-americanos.

O Menino Quadradinho teve uma adaptação a curta-metragem, que recebeu o Prémio Nacional de Incentivo à Produção de Curtas-Metragens Infantojuvenis, no Brasil. A curta pode ser vista aqui.




SOBRE O AUTOR:

Ziraldo nasceu no Brasil, no estado de Minas Gerais, em 1932. Começou a sua carreira nos anos 1950 em jornais e revistas nacionais como o Jornal do Brasil. Autor de livros infantis, ilustrador e cartoonista, Ziraldo tem as suas obras traduzidas para diversos idiomas, entre eles o inglês, o espanhol, o alemão, o francês e o italiano. Ziraldo é hoje um ícone da literatura infantil brasileira. O Menino Quadradinho é uma referência em toda a América Latina, sendo uma obra incontornável quando se fala na promoção e incentivo à leitura. Ziraldo é também famoso pela coleção O Menino Maluquinho, galardoado com o Prémio Jabuti de Literatura.

sexta-feira, março 27, 2015

O Único e Incomparável Ivan de Katherine Applegate [Booksmile]

O Único e Incomparável Ivan
Booksmile
320 pp
13,99€


Ivan é um gorila e vive há largos anos num Centro Comercial. Ele já se habituou aos humanos que todos os dias o observam do lado de lá das paredes de vidro que o rodeiam. Raramente sente saudades da vida na selva. Ivan ocupa-se com a amiga Stella, uma elefante idosa, e com Bob, um cão vadio que gosta de o visitar. Mas, sobretudo, Ivan gosta de pensar nos seus desenhos e na melhor forma de pintar o sabor de uma manga ou o som das folhas, com lápis coloridos e traços perfeitos. Até ao dia em que conhece Ruby: uma elefante bebé que fará com que o Ivan veja o seu lar e a sua arte com outros olhos. A chegada de Ruby proporciona grandes mudanças — e cabe a Ivan fazer com que as coisas mudem para melhor…


«A autora faz uma poderosa afirmação sobre a forma como os animais são tratados - aqueles que são criados em cativeiro - e relembra os leitores que todas as criaturas merecem um lugar seguro para viver. As belas ilustrações de Patricia Castelao realçam esta adorável história, e as personagem conquistam os corações dos leitores. Imperdível!» 
- School Library Journal

--

Uma história comovente sobre a força da coragem, O Único e Incomparável Ivan  (11+) é baseado em factos reais e representa um despertar para a forma como os animais selvagens são tratados em cativeiro.

O livro venceu inúmeros prémios, entre os quais a John Newbery Medal 2013, um dos mais importantes e mundialmente prestigiados galardões de literatura infantojuvenil. Já foi traduzido para dezenas de línguas e, recentemente, a Disney comprou os direitos de adaptação ao cinema.



O Único e Incomparável Ivan teve um grande impacto nos EUA, por ser baseado na história real de um gorila de dorso prateado, que passou vinte e sete anos sem ver outros animais da sua espécie, enjaulado num Centro Comercial onde animais selvagens eram obrigados a atuar diariamente para os visitantes. Com o passar dos anos, começou-se a compreender melhor as necessidades e o comportamento dos primatas. Por isso, o desconforto do público para com a solidão e o isolamento de Ivan cresceu também, sobretudo depois de este ter sido alvo de um documentário da National Geographic, intitulado The Urban Gorila. O Centro Comercial fechou e Ivan juntou-se ao maior grupo de primatas em cativeiro nos Estados Unidos, no Zoo de Atlanta. Ivan tornou-se um dos animais mais célebres do seu jardim zoológico, não só pela sua incrível história mas também pelas suas pinturas únicas, e aí viveu até 2012, ano em que faleceu com cinquenta anos de idade.




A AUTORA:

Katherine Applegate é uma escritora norte-americana multipremiada, que já vendeu mais de 40 milhões de livros em todo o mundo. A sua obra infantojuvenil é vasta e já lhe granjeou inúmeros prémios. É por isso com orgulho que a Booksmile dá a conhecer aos leitores esta autora ainda inédita em Portugal. Katherine Applegate vive na Califórnia com o marido, os dois filhos e uma variedade de animais de estimação muito amados, ainda que excêntricos. Mais sobre a autora em: www.katherineapplegate.com

O Diário de Mary Berg [Vogais]

Vogais 
 352 pp 
 19,99€

Em 1939, no dia do seu décimo quinto aniversário, enquanto as forças nazis apertavam o cerco sobre Varsóvia, Mary Berg começou a escrever este diário. Nesse momento, ela ainda não sabia que, quatro anos depois, teria preenchido 12 cadernos com as suas memórias do terror nazi, recordando com detalhes vívidos alguns dos mais importantes e dramáticos acontecimentos do século XX.

Desde o cerco das forças alemãs a Varsóvia até à final, e brutal, supressão da Insurreição do Gueto, Mary Berg documenta a provação dos refugiados, a luta diária pela sobrevivência, os recrutamentos forçados de judeus, as deportações e o heroísmo dos lutadores da Resistência que se ergueram contra a opressão alemã.

Libertada através de uma troca com um prisioneiro dos Aliados, Mary Berg levou consigo os cadernos que escrevera durante quatro anos. Ao fazê-lo, deixou-nos um dos documentos mais extraordinários da Segunda Guerra Mundial: publicado originalmente em 1945, este diário foi o primeiro a revelar a verdade sobre o Holocausto, um dos capítulos mais negros da História contemporânea.




«Esta extraordinária e arrepiante memória é uma leitura essencial para todas as pessoas.» - Independent
«Um dos relatos mais dramáticos e devastadores sobre a Segunda Guerra Mundial… Um livro corajoso e inspirador.» - The New Yorker
«Um registo impressionante do terrorismo.» - Kirkus Reviews

Dramático e impactante, O Diário de Mary Berg, que chega às livrarias nacionais no dia 30 de março, foi o primeiro relato a revelar a verdade sobre o Holocausto.

A Vogais disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.



A AUTORA

Sobrevivente do Holocausto, Mary Berg (1924–2013) foi libertada do Gueto de Varsóvia em 1943, refugiando-se com a sua família nos Estados Unidos da América.

Foi ali que, com a ajuda do jornalista S. L. Shneiderman, organizou os 12 cadernos que escreveu enquanto esteve presa no gueto de Varsóvia, produzindo esta obra, originalmente publicada em 1945, e que a Vogais agora edita, pela primeira vez, em Portugal.


Opinião Deslumbrante de Madeline Hunter

Opinião:

Deslumbrante é o primeiro volume da serie "Flores Mais Raras", editado em Portugal pela ASA. Sendo o segundo, Provocadora [Opinião], o terceiro Pecadora e o quarto Perigosa

Uma vez mais uma das minhas autoras preferidas, não me desilude.

Neste primeiro livro ficamos a conhecer Audrianna e o Lord Sebastian Sommerhayes, o nosso casal principal.
Assim como ficamos também a conhecer um pouco sobre as outras mulheres, que moram em "Flores Preciosas", neste caso Verity,Celia e Daphne. Quatro mulheres solteiras que vivem juntas numa casa, todas elas com um segredo. A regra? Não fazer perguntas sobre o passado... mas todas se apoiam e protegem umas as outras, considerando-se até como uma família.

Audrianna luta com unhas e dentes para defender e limpar o nome do seu pai, que se suicidou devido a pressão a que estava sujeito, acusado de ter enviado pólvora de má qualidade para a guerra.
Sebastian insiste em procurar todas as provas sobre o traidor que falsificou os papeis e aprovou a entrada daquela pólvora na guerra.

Ambos tem um objectivo comum, encontrar-se com o famoso Dominó, que afirma ter algo importante a dizer ao pai de Audrianna, mas o que este não sabe, é que o homem já está morto. Acabando assim por se cruzarem no caminho um do outro, é nesta noite que Audrianna se vê com a reputação completamente arruinada.

Lord Sebastian, é um homem honrado e não poupa a esforços quando se trata de salvar a reputação de Audrianna. É um homem de palavra e que facilmente nos cativa, não só pelos cuidados com da dama, mas também com o irmão que está numa cadeira de rodas, ferido da guerra. É Sebastian que assume toda a responsabilidade do irmão.

Madeline Hunter, como sempre cativa-nos na sua escrita, nas personagens bem descritas e um bom enredo. Uma leitura que dá um imenso prazer e que nos faz ansiar por mais e mais.

Simplesmente adorei.


  1. Deslumbrante   Livro e/ou eBook  
  2. Provocadora    Livro e/ou eBook  
  3. Pecadora       Livro e/ou eBook  
  4. Perigosa       Livro e/ou eBook  

quinta-feira, março 26, 2015

Opinião do livro Cobiça de J. R. Ward

Imagem retirada daqui
Olá :)
Mais uma leitura mais uma opinião! Sendo uma conhecida amante da saga da Irmandade da Adaga Negra da Ward tive de ler obviamente a saga da mesma autora dos Anjos Caídos. Ainda mais depois de saber que entravam algumas personagens da IAN apesar de não terem um papel principal ou importante no desenrolar da acção.
O primeiro livro da saga é Cobiça este livro vai apresentar as personagens principais da saga sendo o nosso herói Jim Heron. Jim torna-se um anjo e vai ter uma tarefa, salvar sete pessoas e assim salvar a humanidade. Vai ter ajudas, principalmente de outros dois anjos que o vão ensinar truques e a usar os seus poderes. E juntos vão lutar contra um demónio. A primeira pessoa que ele vai tentar salvar é Vin diPietro que há muito vive com o demónio dentro de si. 
Como sempre a autora consegue cativar-nos e viciar-nos da primeira à ultima pagina. Agora só me resta ler o próximo.

Boas leituras

Li

Pack As Crónicas de Dragonlance

Pack As Crónicas de Dragonlance
MARGARET WEIS, TRACY HICKMAN

Chancela: Saida de Emergência
Coleção: BANG
Data 1ª Edição: 25/03/2015
ISBN: 9789896377427
Nº de Páginas: 1248
Dimensões: [160x230]mm
Encadernação: Capa Mole

Sinopse

Uma saga tão fabulosa como "O Senhor dos Anéis"

Anos após terem optado por seguir caminhos diferentes, um grupo de companheiros reencontra-se na sua terra natal apenas para descobrir que o mundo de Krynn mudou. Rumores de guerra e sombras dominam as conversas de estalagem e nenhum companheiro se atreve a confidenciar os segredos que oculta no coração e que descobriu em viagens cheias de perigo.
Até ao dia em que um encontro ocasional com uma bela mulher, que detém em seu poder um bastão de cristal, arrasta os companheiros para o caos e muda as suas vidas para sempre.
Os servos de Takhisis, a rainha dos Dragões, estão de volta e os povos de todas as nações precisam de lutar para salvar os seus lares e manter a própria liberdade. Conseguirão, juntos, fazer frente às trevas? Os deuses são testemunhas de que nada voltará a ser o mesmo em Krynn.



quarta-feira, março 25, 2015

Romance Com o Duque de Tessa Dare

Romance Com o Duque
de Tessa Dare

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 304
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898491329


Sinopse

Uma donzela perdida, um castelo misterioso, um duque com um temperamento e um passado um pouco… complicados. O cenário perfeito para um amor improvável.
Como filha de um afamado escritor, Isolde Ophelia Goodnight, também conhecida por Izzy, cresceu em redor de românticos contos de cavaleiros corajosos e belas donzelas. As histórias daqueles livros prometiam inúmeras possibilidades. E por isso mesmo nunca duvidou de que o romance teria lugar também na sua vida.
À medida que foi crescendo, porém, foi riscando essas possibilidades da lista. Uma a uma:
O patinho feio que se tornou cisne.
Ser raptada por um atraente salteador de estrada.
Ser salva da miséria por um príncipe encantado.
Alto lá… Agora que os seus desejos de amor romântico se haviam gorado, Izzy já estava resignada a uma vida de mera subsistência. Mas havia um conto de fadas predestinado a esta mulher de vinte e seis anos, não tão atraente quanto isso, pobre e que nunca fora beijada. Esse conto de fadas era... Este.


«Prepare-se para se apaixonar.» - Julia Quinn

«Um romance perfidamente divertido e que faz bem à alma de todos os românticos.» - Booklist

«Um conto de fadas com um toque único, mas que tem lá tudo: um castelo antigo, uma dama em apuros e um herói ferido. Um romance para ser saboreado.» - Publishers Weekly



A AUTORA

Tessa Dare é uma autora norte-americana bestseller do New York Times e do USA Today, que já conta com quatro novelas e doze romances históricos publicados.

Os seus livros foram alvo de vários elogios e prémios, incluindo o Prémio RITA para Melhor Romance Histórico, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, e prémios da revista RT Book Reviews. A revista Booklist nomeou-a «uma das novas estrelas do romance histórico» e os seus livros já foram traduzidos para mais de doze línguas.


Opinião Todos os Teus Beijos de Laura Lee Guhrke

Opinião

Todos os teus beijos é o terceiro volume da serie Guilty.

Em Portugal já foram editados Prazeres Proibidos [2009] e A Cama da Paixão [2010], o primeiro e terceiro volume desta serie, pela editora Livros D'Hoje. Sendo que o livro, Todos os Teus Beijos [2013], foi editado em Portugal pela Quinta Essência.

Há aqui uma troca, não só de ordem de lançamento, o que já se torna habitual em algumas series, como as trocas de editoras. O que por vezes torna muito frustrante. Supúnhamos que vou a uma livraria procura determinado livro de determinada autora, [entenda-se a continuação] por essa lógica nunca irei chegar a ele, mesmo que me apresentem outro da mesma autora mas de outro nome da editora, automaticamente vou pensar que será outra colecção, não será? Graças aos anjinhos da leitura que há o GR e que me afeiçoei a ele e nas fantásticas pesquisas... que me esclarecem algumas duvidas.


Dylan Moore é um famoso compositor, que sofreu um acidente enquanto andava a cavalo. Desesperado, Dylan, tenta a qualquer custo encontrar a inspiração, que lhe foge por entre os dedos. Decidido a cometer uma acção drástica, Dylan é salvo pela jovem que toca maravilhosamente bem, o que lhe capta a atenção e deita por terra as suas intenções... até que Dylan se apercebe... tem a sua frente a sua musa.

Grace Cheval vê que a única saída de não ter presenciar um suicídio, é tocar, o que resulta na perfeição. Apesar de desgraçada e pobre Grace vê-se com uma boa proposta... ser preceptora da filha de Dylan, mas ela também sabe que não é apenas isso que aquele famoso compositor quer. E sem que queira aquele homem sedutor, alem de insistir que ela é a sua musa, não desiste da sedução. O Que para Grace é um pesadelo, pois ela não quer ser a musa de ninguém.

Este livro traz-nos uma história maravilhosa, o romance acontece mais para o final do livro, o que não nos dá aquela impressão de romance apressado, algo do género "conheço-te hoje de manha e ao jantar estou loucamente apaixonada por ti".

Laura descreve bem os seus personagens, são bem construídos, o que torna todo o livro muito especial e envolvente, sempre com um toque de sedução no ar, humor e pequenas aventuras.
Um livro que só é possivel largar quando chegamos a ultima página.
Estou ansiosa para ler o 4º livro desta serie... agora resta saber quando será editado e se será pela Quinta Essência ou pela editora Livros D'Hoje


 Livro e/ou eBook


terça-feira, março 24, 2015

Sou uma Desgraça de Metro e Meio #7

Olá, olá...

Aqui estou eu...para partilhar uma coisinha LINDA!

Para quem não sabe... a Vera Neves do Sinfonia dos Livros, anda sempre com ideias boas no grupo no facebook. E claro...eu entro não é? Desta vez foi a troca de presentes da Pascoa, [já tinha participado na troca de Presentes de Natal, ao qual adorei, beijo fofo para a minha madrinha do natal Marisa Luna.] está claro que sei quem é a minha afilhada [óbvio, se não como enviaria a prenda?] mas o que eu não sabia é quem era a minha madrinha... até hoje, e qual o meu espanto que desta vez a minha madrinha era a Raquel?! [Espreitem AQUI e vejam as coisas lindas que ela faz!

Claro que irei partilhar a foto com vocês, para verem as coisinhas lindas que recebi!


São ou não são bonitas? os marcadores, confesso que quase desmaiei quando vi o meu marcador lindo, sexy e maravilhoso do meu livro favorito, Na Sombra da Noite, com o pormenor do nome do meu personagem lindo, sexy como tudo, de fazer babar.... Wrath!!! *suspiro* aiiiiiii *abano-me toda* Aqueceu por aqui?! *vermelha como um tomate e pensamentos não recomendados a menores de 90 anos, sujeito a enfartes*.

Recebi também uma caneca LINDA, já disse que sou apanhada por canecas? Sim...sou, e tudo por culpa da minha amiga Vina que sempre que vem de Inglaterra trás-me uma. A minha coleção não e grande... mas já tenho algumas. E agora recebo esta relíquia maravilhosa... dêem-me uns segundos, vou tirar foto e publicar aqui... hehehe


Lindas, não são? Claro, meti como ultima a minha nova canequinha!

E os marcadores!!!!!!! Eu tenho um album de fotos, só com marcadores, não vou tirar fotos...mas ganranto...são lindos!!!! Quem sabe um dia...eu partilho aqui hehehe, já para não falar do bloquinho de notas... é aquele azul lá em cima amoroso, é o meu segundo bloquinho, o primeiro é... da Irmandade claro! A propósito madrinha... os bombons são uma delicia, e claro que o meu filhote já me roubou um... desgraça hehehehe

E por hoje está tudo, vou ali babar-me de novo para as minhas prendinhas *olhos cheios de lágrimas* Eiii não vale gozar sim! Eu fico sempre chorona quando recebo presentes, mesmo que não seja a casa de ferias no Dubai, ou o meu Lamborghini... hehehe

Beijocas.... e boas leituras!

segunda-feira, março 23, 2015

Opinião: Rendição de Maya Banks

Rendição
de Maya Banks

Livro

eBook

Quem não conhece a nossa Maya Banks da trilogia dos McCabe [Highlander]?  Maya surpreende-nos sempre com as maravilhosas histórias que escreve, e nos conquista!

Rendição é o primeiro livro da trilogia “Surrender”, editado em Portugal pela Edições Asa.

Neste livro de literatura erótica, voltamos ao Dominador/Submissa, mas desta vez com a personagem feminina, Joss, a desejar entrar neste mundo desconhecido.

Viúva e de luto a 3 anos, Joss, decide por fim seguir com a sua vida a abandonar o luto, conhecer o mundo de dominador/submissa, que o falecido marido nunca lhe pode dar devido ao seu triste passado.

Dash sempre amou a mulher do seu melhor amigo e sócio, Carson. E fica surpreso quando encontra Joss, no The House, o que o deixa louco de ciúmes. A partir daqui a relação de ambos e do género relâmpago, tudo acontece rápido demais. Tudo certo que Joss quer seguir com a sua vida, mas por vezes esquece-se demasiado rápido do único homem a quem deu o coração e o corpo. E o mesmo se nota na aceitação quando Dash “substitui” Carson pelo Jesen na empresa.

Apesar da relação do casal, de Submissa e Dominador, Dash é super carinhoso e cuidadoso com Joss. Sempre preocupado com o bem estar desta, e não perde tempo de mimar Joss.

Mas as coisas complicam-se, e Dash corre o risco de perder o amor da vida dele.
É uma história que nos prende a cada pagina, ansiando por saber mais, fiquei curiosa quanto a Jesen e Kylie, irmã de Carson. Será que vamos conhecer estes personagens no próximo livro?
Um contra neste livro foi a tradução. Logo de início o tradutor e revisor não tiveram o cuidado, quando Dash chega ao The House, e a história narrada na perspectiva de Dash, mas o nome do personagem é trocado, sendo que Dash passa a ser Carson. Esta foi uma das falhas, fora uma que está assim “Estou à tua esperando”.

Estimados tradutores/revisores, vamos ter mais atenção, a cada dia que passa os livros chegam até nós com erros ou trocas de nomes até mesmo abrasileirados. Nós pagamos pelos nossos livros, que não são tão baratos como isso, para termos um ataque de fúria quando estamos no prazer da nossa leitura.

sexta-feira, março 20, 2015

Novidades na Alfarroba

Quando o vento sopra por entre as palavras,
as frases ganham ritmos de histórias e de sussurros,
que os sentidos ajudam a recordar.
As folhas, neste livro, não caem como no outono, apenas flutuam pelo olhar e pela leitura de quem as lê.

Lançamento dia 21 de Março, pelas 15.00, na Biblioteca Municipal da Marinha Grande.








A Quinta da Ribeira Azul prometia ser um local tranquilo. O que não estava nos planos? O misterioso assalto que ocorreria. Quem também não contava com isso era Manel, que, munido de um excelente poder de observação, vai arrastar irmãos e vizinhos para uma investigação fantástica. 


Lançamento dia 28 de março, pelas 15.30, na Biblioteca Municipal da Covilhã.

quinta-feira, março 19, 2015

Opinião Um Rosto nas Sombras de Christine Rimmer [Harlequin]

Desengane-se quem olhar para a capa e pensar que se trata de um romance histórico. Neste livro a história é narrada na primeira pessoa, a Dulcie Samples e também pelo Príncipe Valbrand.

Dulcinea vai até a Gulandria para o casamento da sua melhor amiga Brit, a princesa de Gulandria. É aqui que Dulcie conhece o Príncipe Valbrand, um homem com o rosto desfigurado, reservado e com o desejo de Vingança. É ela que consegue mostrar a luz na escuridão que envolve Valbrand, que o faz sentir-se vivo.

Mas as ameaças a família real, colocam Dulcie como alvo principal, a fim de conseguirem atingir o objetivo, Valbrand. 
Na ignorância total do que a rodeia, Dulcie desconhece o perigo que corre, e esta foca-se apenas no Príncipe Vlabrand e no curto romance entre os dois.

Após o casamento de Brit, Dulcie, segue caminho para o aeroporto onde irá apanhar o avião de regresso a casa, mas algo inesperado acontece e Dulcie vê-se num carro a deriva e o motorista assassinado.


Um livro cheio de mistérios e acontecimentos, uma personagem, Dulcie, que por vezes parece um pouco infantil e insegura. É uma leitura que se faz bem, mas as personagens poderiam estar mais desenvolvidas.  Quanto a tradução devo dizer que contem uns quantos erros, o que se torna aborrecido, uma revisão como deve de ser seria aconselhado, pois torna-se frustrante em como cada vez mais, as revisões são mal feitas. Nós, leitores, quando compramos um livro ou ebook, queremos que os mesmos estejam impecáveis. Não com este género de falhas. 

quarta-feira, março 18, 2015

Sou uma desgraça de Metro e Meio... #6

Olá desde a ultima vez....

Se pensavam que as minha sorte tinha volta...pensam duas vezes...ou mais, só naquela para confirmar!

A verdade é que a "coisa" não andou famosa, mas posso fazer um ligeiro resumo.

Tópicos!


  1. Trabalho....Graças a Deus que não lêem pensamentos!!
  2. Gato... crise de ciumes...
  3. Fotografia...rente ao chão.
  4. Gil... Help, este não é o meu corpo!


Sim...acho que foi tudo. Vamos lá descodificar isto então!

Primeiro tópico... e sinceramente eu culpo a Vera Carregueira, sim culpo ela e o Diário de uma leitura Indesejada! Porque? Porque se não fosse por isso, não me viria a cabeça imagens triste, excertos do trauma que sofri com uma determinada leitura de um determinado livro... e ler as reacções dela consoante a leitura da Vera....

Sai eu de casa, depois de ter estado no blog Crónicas de Uma Leitora, e chego ao trabalho com a mente a fervilhar com as palavras da Vera. Comprimento a malta, subo até ao escritório, comprimento quem está presente e vou a minha vidinha. De facto eu nem reparei bem quem é que lá estava. O Certo e que entrei, qual furacão qual que, e fui buscar o meu material de trabalho.

Para termos noção, quando entramos no escritório há logo ali ao lado uma secretária, por norma vazia, então vou eu com o balde na mão, para ir encher este de agua [claro perdida nos meus pensamentos e do que tinha lido] e... quase levo a desgraçada da secretária a frente. Cá para mim eu acho que desviaram ela, pois nunca tinha esbarrado nela. Dou um salto para o lado e quando dou por mim vejo.... o Boss, oh sim... o patrão estava lá, o dono daquela coisa toda, e olhou para mim com cara de quem pensa... esta gaja é maluca. Senti-me a ficar mais vermelha que um tomate, recompôs-me do ligeiro susto e o que é que me vem a mente? Christian Grey e Anastasia... ela a entrar no escritório e pufff queda.... óbvio que assim que saio do escritório desatei a gargalhada pela coisa mais estúpida que me veio a cabeça....

Para piorar a coisa, vem um dos "chefes" a subir a escada, pára... olha para mim... e pergunta-me. 
Está tudo bem Nádia? Aconteceu alguma coisa? E eu sem conseguir para de rir e a @£§€ da imagem na cabeça, só consigo abanar a tola e negar, lá consegui dizer que está tudo bem. E ele a tentar não rir, pergunta-me: Então porque essa risota? Que é que estas aprontar?

Oh raios, eu não vou dizer que me lembrei das 50 Sombras de Grey né... o homem ainda entenderia tudo ao contrario, pior se eu mencionasse que a culpa era da Vera e as publicações loucas dela, e claro, o facto do patrão estar sentadinho atrás da secretária e eu quase abalroa-lo e provavelmente de ele ter-se apercebido, verdade se diga, nunca dirigi a palavra ao Sr. mas o porte dele, o jeito se ser... naaa... é muito serio, quase com um ar de arrogância, mas bem... posso dizer que até é bonitinho, e bastante jovem...  pelo menos assim parece. E nessa tarde/noite, escusado será dizer que não meti uma para a caixa... aprontei uma atrás da outra e cada vez que olhava...tinha espectadores...triste figuras!



Segundo tópico... o meu gato, o Gil é super, mega ciumento... e isso já se comprovou.
Certo dia, chego a casa do trabalho e o meu marido, olha para mim e diz... tens trabalho para fazer. Fico muito seria a olhar para ele e penso que ficou doidinho. Quando vejo um monte de roupa em cima da cama, pergunto porque raio é que passo a ferro que ele joga a roupa de qualquer maneira.
Quando ele me diz... o Gil foi a minha gaveta, abriu-a não sei como e meteu a roupa toda no chão. Desconfio que me está a dar ordem de despejo.... Obviamente comecei a rir a gargalhada, depois la fui eu dobrar a roupinha toda e colocar ela na gaveta, o meu espanto? É quando o meu gato começa a bufar/rosnar e a dar me patadas para que não arrumar a roupa. 

Acho que o meu homem deve de meter-se fino... pois o gato ja se deita na cama ao meu lado, acompanha-me até no banho... e agora mete a roupa dele no chão... ai ai...



Terceiro tópico... este Domingo fui dar uma caminhada, perto do castelo de Palmela... obviamente vou equipada de qualquer coisa que tire fotos. Neste caso... o meu telemóvel, toda contente pego no bichinho e vou as configurações para meter no modo dia...quando.... sinto-me puxada pela gravidade...  e dou por mim com um joelho no chão...senti-me como um cavaleiro...bem...a ser nomeada cavaleira mais concretamente. O meu homem começou logo a ralhar comigo... larga o tlm, toma atenção, vê a onde pões os pé... e nesse momento senti-me como a Bella do Crepúsculo quando Edward lhe diz: "Podes ter mais cuidado?" Algo do género...



Quarto Tópico.... desconfio que o meu gato...não é um gato. Já referi aqui anteriormente, que o meu gato tem comportamentos canídeos... isso mesmo!

A coisa de dias tive de dar um enorme banho ao meu Gil, tudo porque ele acha que é um cão, e como um cão, fugiu para a rua e meteu-se na areia a rebolar... refere-se que ele é preto... mas ficou meio branco/cinzento. Peguei-o ao colo puff... banheira, o banho correu as 5 maravilhas o pior? Foi tira-lo da banheira e secar o pelo com a toalha...ele não quis, passou o tempo toda a miar, bufar, rosnar e sei la mais o que... preciso de alguem que fale Gatês ou Cãozês... para eu conseguir entender o que vai na mente do meu felino lindo... por vezes é assustador!







Opinião Redimidos de Rute Canhoto

Redimidos é o 3º Volume da serie Perdidos, sendo o primeiro Perdidos e o segundo Esquecidos.

Vou ser sincera…  eu nem sei por onde começar esta opinião, talvez pelo fim? Bem, vou falar por ai, mas pouquinho… só irei dizer… Eu chorei, e ainda disse várias vezes, não pode ser, não pode acabar assim. É injusto!

Mas a verdade é que seria o fim mais lógico para este trio, Lucas, Marina e Joshua, não consigo visualizar outro melhor.
A bem dizer da verdade a autora surpreendeu-me neste livro, pois acontece coisas que nunca me passariam pela cabeça.

Sabem quando lêem um livro e pensam, vai acontecer isto? Vai acontecer aquilo? Pois, este não foi o caso. A cada pagina lida a minha mente arranjava uma continuação, uma solução e depois? A Autora apresentava algo diferente, algo inesperado mas muito bom mesmo.

Neste livro ficamos a conhecer o passado de Lucas, os verdadeiros motivos do que o levaram a fazer determinadas ações, o Lucas sempre foi o meu personagem favorito, apesar de por vezes dar-me vontade de lhe bater, abana-lo e gritar com ele. As dúvidas que tinha ficaram-me esclarecidas. Assim como as restantes personagens que de início me irritavam, como o ancião, o homem por vezes mexia-me com os nervos.

A Rute prende o leitor neste livro de forma única, respondendo a cada dúvida no momento certo. Neste maravilhoso livro o leitor sente o coração bater descompassado, suster a respiração, dar uma gargalhada ou gelar até aos ossinhos.

Adorei simplesmente.