Nacionalmente Bom

Autores Portugueses

Estrelas Em Contos

Opiniões de Contos

eBooks

Leitura Digital

Crónicas de Uma Desastrada

Sou uma Desgraça de Metro e Meio

Autores do Brasil

Divulgação e Opinião

segunda-feira, fevereiro 29, 2016

O Brilho Azul das Estrelas de Laura Pritchett [TOPSELLER

O Brilho Azul das Estrelas
de Laura Pritchett

Edição/reimpressão:2016
Páginas: 208
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898831767

A demanda de um homem para corrigir o passado.
Ben e a sua mulher vivem num rancho próximo das Montanhas Rochosas, no Colorado. Ben é ainda um homem ativo e pleno de vida, quando lhe é diagnosticada a doença de Alzheimer. Ao perceber o avanço desta, começa a sentir que é um fardo para a mulher e que não lhe resta muito tempo de consciência.
A juntar a isto, o passado trágico da família regressa com toda a violência após a libertação de Ray, o marido da sua falecida filha Rachel, que estava preso a cumprir pena pelo seu homicídio. Motivado pelo desejo de vingança, Ben decide corrigir o que está mal e levar avante um último gesto de amor e justiça pela sua família.
Com uma sinceridade arrebatadora, O Brilho Azul das Estrelas oferece-nos uma história notável de dedicação e coragem, provando-nos que o amor sobrevive ao adeus


«Pritchett navega delicadamente pelo fim de uma vida, dando-nos a descobrir, de forma sublime, o seu legado intemporal.» - Booklist

«Um romance brilhante, com o qual muitos leitores se identificarão.» - Library Journal

Laura Pritchett é uma autora norte-americana vencedora dos prestigiados prémios PEN USA HIGH PLAINS 2015, além dos prémios WILLA, Colorado Book Award e Milkweed National Fiction Prize.

Com um doutoramento em Literatura Americana Contemporânea e Escrita Criativa, é autora de quatro romances e uma obra de não-ficção, dá aulas de escrita e é ainda diretora de três publicações dedicadas a questões ambientais.
Vive junto às Montanhas Rochosas, no Colorado.

O Brilho Azul das Estrelas já viu os seus direitos para cinema comprados pelo argumentista e realizador Ric Waugh.

Bichos do Avesso de José Jorge Letria [BOOKSMILE]

Bichos do Avesso
de José Jorge Letria

Edição/reimpressão:2016
Páginas: 40
Editor: Booksmile
ISBN: 9789898831873

Alguma vez ouviste falar de um elefante com falta de memória? E de um leão vegetariano?
E de um falcão com vertigens?
Neste livro vais conhecer bichos de que nunca ouviste falar.
Não, não são bichos virados ao contrário, nem de patas para o ar, são apenas invulgares e com hábitos peculiares. Não há registo na Terra, nem sequer no Universo, de animais tão raros como os que habitam estas páginas.
Mas estes bichos não são estranhos... são apenas diferentes e de feitios especiais. São bem mais divertidos do que os outros animais, e vais adorar conhecer as suas histórias e os seus costumes virados do avesso.






Os Cúmulos

de José Jorge Letria

 

Edição/reimpressão:2016

Páginas: 40

Editor: Booksmile

ISBN: 9789898831866


Este livro é tão engraçado, mas tão engraçado que cabia dentro de uma gargalhada.
Às vezes, quando uma coisa nos parece muito exagerada ou mesmo disparatada, exclamamos: «É o cúmulo!» Há cúmulos reais e outros inventados, mas de uma coisa podes ter a certeza: são todos muito engraçados. É como se houvesse um mundo tão estranho, que quem lá mora não respeita lógica, razão ou tamanho. São todos tão absurdos e tão fora do normal, que fazem, página a página, um livro bem desigual.
Aqui encontrarás os cúmulos mais cómicos de todos os tempos e, acredita, vais gostar tanto, mas tanto que o vais ler e reler e, no final, só conseguirás dizer: «Este livro é o cúmulo!»​




​​Bichos do Avesso é a primeira obra original de José Jorge Letria, um dos mais premiados e queridos autores portugueses, no catálogo da Booksmile. Uma livro, ilustrado por Eunice Rosado, que se junta à reedições de Os Cúmulos, O Hospital das Letras, A Casa da Poesia e Ler doce Ler, recomendados pelo PNL e há muito esgotados no mercado nacional.




quinta-feira, fevereiro 25, 2016

O Bando das Cavernas: Vem Aí o Ogima de Nuno Caravela [BOOKSMILE]

O Bando das Cavernas N.º 12
Vem Aí o Ogima
de Nuno Caravela
Edição/reimpressão:2016
Páginas: 128
Editor: Booksmile
ISBN: 9789898831569

Este livro, vindo dos confins do tempo, está repleto de aventuras e gargalhadas. Tudo por causa de um grupo muito especial de amigos: o Tocha, a Ruby, o Menir, o Kromeleque, o Tzick e o Sabre. Eles são o Bando das Cavernas!
O que será um Ogima? Será um monstro pré-histórico? Decidido a desvendar este mistério, o Bando parte ao encontro de um dos maiores sábios de sempre, que vive na fronteira entre o mundo conhecido e o mundo desconhecido.
Pelo caminho, atravessam o prado das superirritantes ervas-rasteiras, conhecem três Trogloditas que nunca tinham saído da sua caverna e visitam a Ilha dos Monstros Imaginários… onde são devorados. Como é que eles escaparam e descobriram o que é um Ogima?
Bem… para descobrires terás de ler mais esta divertida aventura.


«O Bando das Cavernas: Vem Aí o Ogima», é o 12ª volume de uma divertida coleção, 100% portuguesa, que tem provocado muitas gargalhadas nos leitores mais novos! Tocha, Ruby, Menir, Kromeleque, Tzick e Sabre são um grupo especial de amigos que nasceram da fértil imaginação de Nuno Caravela, autor dos textos e ilustrações. O Bando das Cavernas já vendeu 75 mil exemplares e vai continuar a crescer.

«Com esta coleção pretendo, acima de tudo, divertir e estimular a imaginação dos mais novos, transportá-los ao longo das páginas para um mundo de descobertas, onde tudo é possível. Onde todos os personagens, cada um com as suas diferenças, limitações, defeitos e virtudes, se tornam amigos nos quais se pode confiar e que acompanhamos em qualquer aventura.» - Nuno Caravela
Nuno Caravela nasceu a 1 de Agosto de 1968 e é um conhecido autor e ilustrador com vários livros publicados. A sua coleção de maior sucesso é precisamente O Bando das Cavernas. O ilustrador tem percorridos várias cidades do país a convite de escolas, fruto do sucesso da coleção. 




A Vingança dos Tudor de C. W. Gortner [TOPSELLER]

A Vingança dos Tudor
de C. W. Gortner

Edição/reimpressão:2016
Páginas: 304
Editor: TopSeller
ISBN: 9789898831774

Em 1558, após a morte da Rainha Maria, Isabel Tudor ascende ao trono. Brendan Prescott, o espião privado de Isabel, é chamado à corte inglesa, depois de um exílio de quatro anos na Suíça. A rainha incumbe-o então de investigar o desaparecimento de uma das suas aias, Lady Parry, que tinha ido visitar a família a uma aldeia distante e nunca mais foi vista.

Ao chegar ao destino, e após conhecer os familiares de Lady Perry, Prescott apercebe-se de que estes escondem um segredo que poderá pôr fim ao reinado de Isabel. O desenrolar dos acontecimentos leva-o também a ter a certeza de que alguém se quer vingar. Resta saber se o alvo da vingança é Isabel ou ele próprio.

Numa atmosfera repleta de segredos, Prescott lutará até ao fim para cumprir a sua missão, procurando nunca pôr em causa aquilo por que sempre lutou: a sua lealdade à rainha.



C. W. Gortner é um conceituado autor de romances históricos. Depois dos aclamados bestseller internacionais O Segredo dos Tudor A Conspiração dos Tudor, C. W. Gortner regressa com mais uma história desta intrigante dinastia inglesa que governou durante mais de um século.


«Um romance vertiginoso, fruto de uma pesquisa cuidada, que evoca a atmosfera da Inglaterra isabelina em toda a sua glória e intriga. Gortner atrai os leitores para todos os aspetos da história e irá deixar os seus fãs mais do que satisfeitos»  - RT Book Reviews

segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Opinião: Elfanos - O Legado

Opinião

Sabem quando um livro vos surpreende? Pela positiva claro. Bem, Elfanos surpreendeu-me bastante.

Começo pelo inicio de tudo para que se perceba. Certo dia, uma jovem desconhecida pergunta-me se pode divulgar o livro dela num dos meus grupos do facebook. Que iria lançar ele e bla bla bla. E eu... han... ok, claro, quando quiseres divulga. 

Até aí nada demais. Mas quando a jovem desconhecida me pergunta se eu quero ler o livro dela eu fico... han... isto não vai terminar bem. 

Quem me conhece sabe que eu fico um pouco reticente a ler livros portugueses, pois não é bem aquilo que se esperava, ou a narrativa é demasiado descritiva e o leitor acaba por se perder. Ou Diálogos tão fraquinhos que fariam o bebe de 3 meses gritar, "poxa mãe, eu sou pequenino e consigo manter o dialogo bem melhor que isso." Eu já fiz aqui umas opiniões negativas, e onde aconselhei o autor a rever toda a obra, trabalhar mais esta e depois sim... editar. Se for caso disso.

E admito, eu peguei neste menino com medo. O Desconhecido assusta-me sempre, e penso que isso seja geral, não é? 

Mas Elfanos... bem... ele... caramba. Ele ganhou logo mil pontos só por ser um tema diferente. Algo novo [talvez para mim? e em Português], e refrescante. Elfanos, tal como o nome indica... Elfos. Para desenjoar um pouco da vampirada, anjos, lobisomens e afins. Ok, temos vampirinhos aqui, e quem sabe outros tantos seres misteriosos. 

A nossa Dud@ criou um mundo arrebatador, personagens maravilhosas e únicas. Um grupo de amigos fortes e decididos. Patrícia, uma jovem que tenta esconder os pequenos [grandes] segredos de que sofre. Tânia, Gonçalo e Luís. Quatro amigos fieis a nossa Joana Hereros, que a seguem e apoiam como só os verdadeiros amigos o sabem fazer.

Joana sente-se incompreendida pela família. A Mãe dramatiza tanto ao pouco de tirar a paciência a um santo, o que a Joana não sabe, é que até a família esconde segredos. Segredos esses que terão de ser revelados com a chegada de Marcus. Marcus é um puro-sangue das Terras Brancas, do Reino de Elfanos, e ele tem uma missão de escoltar a princesa e futura Rainha das Terras Brancas.

Será um longo caminho a percorrer nestas fantásticas paginas. Ora uma gargalhada outra uma inspiração profunda... o que será? Haverá perigo? Mil perguntas irão surgir na mente do leitor e um suspiro de alivio será notado. Um livro cheio de aventuras, mas com um final arrepiante. Um final que me fez dizer... Oh não. Não pode ser! 

Um livro que por mais que o leitor tente por de parte por minutos não consegue... é só mais um capitulo.

Convido-vos a ler este livro, Elfanos - O Legado, de Dud@

Pagina do Facebook
Goodreads Dud@
Goodreads - Elfanos 
Site Dud@

Comprar Elfanos - O Legado



Vozes de Chernobyl de Svetlana Alexievich [Elsinore]

Vozes de Chernobyl
História de um desastre nuclear
de Svetlana Aleksievitch

Edição/reimpressão:2016
Páginas: 336
Editor: Elsinore
ISBN: 9789898831828

SINOPSE

A 26 de abril de 1986, Chernobyl foi palco do pior desastre nuclear de sempre. As autoridades soviéticas esconderam a gravidade dos factos da população e da comunidade internacional, e tentaram controlar os danos enviando milhares de homens mal equipados e impreparados para o vórtice radioativo em que se transformara a região. O acidente acabou por contaminar quase três quartos da Europa.

Numa prosa pungente e desarmante, Svetlana Alexievich da voz a centenas de pessoas que viveram a tragédia: desde cidadãos comuns, bombeiros e médicos, que sentiram na pele as violentas consequências do desastre, até as forças do regime soviético que tentaram esconder o ocorrido. Os testemunhos, resultantes de mais de 500 entrevistas realizadas pela autora, são apresentados através de monólogos tecidos entre si com notável sensibilidade, apesar da disparidade e dos fortes contrastes que separam estas vozes.



Vozes de Chernobyl, a obra mais aclamada da Prémio Nobel de Literatura de 2015 Svetlana Alexievich e um dos títulos mais esperados de 2016, chega finalmente às livrarias no dia 26 de fevereiro e já com uma segunda edição a caminho fruto da procura do mercado.

Com prefácio do reconhecido jornalista Paulo Moura e tradução de Galina Mitrakhovich, Vozes de Chernoby é visto como o livro mais duro e impactante de Svetlana Alexievich. Trata-se da primeira obra a apresentar relatos pessoais do desastre de Chernobyl, através de monólogos de centenas de pessoas que viveram a tragédia nuclear de abril de 1986 direta ou indiretamente: desde cidadãos inocentes aos bombeiros chamados para limpar a zona do desastre, bem como membros do governo e forças do regime soviético que tentaram silenciar o ocorrido.

Esses relatos, que resultam de um trabalho jornalístico de fundo, não são uma mera citação contínua dos entrevistados, sendo antes transformados pela autora em textos apresentados na primeira pessoa. O livro narrado em três partes: «A Terra dos Mortos», «A Terra dos Vivos» e «Engolidos pela Tristeza», é aplaudido pela crítica.

ELOGIOS 

«A sua técnica é uma mistura vigorosa de eloquência e de silêncio, descrevendo a incompetência, o heroísmo e o luto: a partir dos monólogos dos seus entrevistados, ela cria uma história que o leitor consegue de facto palpar. Ao lê-la, percebi pela primeira vez que Chernobyl foi o tsunami da Europa: mas fomos nos, humanos, que o criámos, e este tsunami é interminável.» - The Telegraph

«Terríveis e grotescas, as histórias de Vozes de Chernobyl acrescem página após página como a radiação alojada nos corpos dos sobreviventes.» - The New York Times

«Quão genuinamente humanas são estas histórias: cada voz expressa fúria, medo, ignorância, estoicidade, compaixão e amor. Alexievich pôs a sua saúde em risco para reunir estes inestimáveis testemunhos de quem viveu o desastre na linha da frente, transformados aqui numa obra literária essencial e assombrosa.» - Donna Seaman, Booklist

«Vozes de Chernobyl deixa queimaduras de radiação no cérebro dos seus leitores.» - Julian Barnes, The Guardian


De volta!!!

Boa Noite Estrelinhas!!!!

Finalmente estou de volta! Upiii
A verdade é que eu tive alta logo no inicio do mês. O problema, é que não me sinto melhor, volta na volta sinto comichão no meu olho esquerdo, ele volta na volta arde-me e desfoca. Mas a Doutora diz que já estou bom e sem qualquer lesão na córnea. Bem, se ela diz quem sou eu para desmentir? Ninguém, bem sei. Tentei ler os meus livrinhos que aqui estão perdurados e ansiosos que eu lhes pegue. Mas sinceramente? A vista começa a desfocar e começo a chorar sem querer. Leio um pouco no telemóvel porque dá para aumentar muito as letras e tiro a luz dele. Mas leio um pouquinho e tenho de parar. A luz do meu portátil também se mantém baixinha e escusado será dizer que com estes dias de Sol apetitoso mal consigo abrir a pestana esquerda. Mas... estou "curada", hummm bem que seja. Simplesmente não consigo estar mais tempo afastada do meu menino [Blog] e de vocês.


Para dizer a verdade, estou atolada de emails das editoras e parece-me que estou a anos luz atrasada.

Contudo, vou tentar deixar aqui as novidades que vou recebendo. E umas coisinhas ou outras. Desejem-me sorte. Acho que vou precisar.

Beijosss